Estudo para Células

Saúdem Priscila e Áquila, meus cooperadores em Cristo Jesus, os quais pela minha vida arriscaram a sua própria cabeça... (Rm 16.3)


QUEBRA GELO Tente se lembrar de uma ocasião recente quando você precisou da ajuda de alguém. Mesmo sem nos darmos conta a verdade é que diariamente somos beneficiados pela cooperação de muitas pessoas em diversas áreas. O estudo de hoje nos ajudará a entender que até o Criador conta com gente de carne e osso para cooperar com Ele. 

Na Epístola aos Romanos o apóstolo Paulo reservou o último capítulo para enviar diversas saudações às pessoas envolvidas com a Igreja em Roma. Acerca de algumas destas pessoas o apóstolo faz questão de ressaltar a cooperação delas tanto com ele como com o Senhor. Em Rm 16.3, Paulo cita o casal Priscila e Áquila que colocaram suas vidas em risco para cooperarem com ele e, assim, abençoarem muitas Igrejas. Em Rm 16.9, refere-se a Urbano, chamando-o também de cooperador em Cristo. Por fim, em Rm 16.21, Paulo também chama Timóteo de cooperador com seu ministério. 

COOPERAMOS COM DEUS POR CONTA DA NOSSA ALIANÇA COM ELE

Cooperar é trabalhar junto, contribuir para o mesmo propósito. Em I Co 3.9, Paulo afirma: Porque nós somos cooperadores de Deus e vocês são lavoura de Deus e edifício de Deus. Ser "lavoura de Deus" tem o significado de que o Senhor é um agricultor de cuida de nós e que nós somos responsáveis por retribuir este cuidado com "frutos". Ser edifício de Deus significa que Ele habita com Sua Presença no meio do Seu Povo. A verdade é que SOMOS DE DEUS, propriedade, filhos, rebanho, amigos... e exatamente por isso cooperamos com Ele e Ele coopera conosco. 

GENTE SIMPLES COOPERANDO NOS MILAGRES DE JESUS

Você pode pensar que para cooperar com Deus é preciso ser alguém muito capacitado e destacado. Não é isso que aprendemos na Bíblia. Pelo contrário, gente muito simples agiu em cooperação para que Deus realizasse grandes obras. Vamos lembrar de quatro ocasiões quando pessoas comuns cooperaram com Jesus para grandes milagres.

a) O rapaz que entregou cinco pães e dois peixinhos para que Jesus operasse o tremendo milagre de alimentar uma multidão de milhares de homens (Jo 6.8-9);

b) Os servos que encheram os seis recipientes de pedra com água, sendo que cada pote continha cerca de cem litros! Estes mais de seiscentos litros de água foram transformados por Jesus em vinho excelente. (Jo 2.6-7);

c) Os quatro homens que movidos por fé transportaram o paralítico numa maca e o desceram pelo telhado da casa até onde Jesus estava. (Mc 2.1-5);

d) As pessoas que atenderam à ordem de Jesus e removeram a pedra da boca do sepulcro onde o corpo de Lázaro jazia há dias. (Jo 11.39-44).

Temos ainda um registro que considero muito especial no final do Evangelho de Marcos, onde lemos que os apóstolos obedeceram à ordem deixada por Jesus e passaram a pregar a Palavra "por toda parte" e que enquanto o faziam, "o Senhor cooperava com eles, confirmando a pregação por meio de sinais" (Mc 16.19). 

CONCLUSÃO: E será que vale a pena cooperar com Deus? 

No caso de Priscila e Áquila o apóstolo Paulo escreveu sobre o perigo de morte que sofreram. Vale a pena arriscar a própria vida para cooperar com Deus? Cem vezes mais é a promessa que Jesus fez em Mc 10.29 que receberemos de tudo o que tivermos que perder por cooperar com Ele. Além disso temos a Promessa dos GALARDÕES que o Senhor há de nos dar na Eternidade. Galardão é uma recompensa. 

Em Mt 5.12, por exemplo, Jesus ensina sobre "grande recompensa nos Céus" para quem sofre perseguição por causa dEle. Em Mt 10.40-42, Jesus garante mais uma vez as recompensas que conquistamos por cooperar com Ele e com quem O serve. Assim, vamos terminar o Estudo de hoje reafirmando nossa consagração ao Senhor e nos dispondo a cooperar com Ele. 

arrow_upward